Poço do Porco e Pico do Urubu

Um pedal rápido, fácil e muito prazeroso, ainda mais em um dia quente. Sem  percorrer grandes quilometragem e nem ter que superar muitas dificuldades pelo percurso, já é possível chegar no Poço do Porco para tomarmos aquele banho de cachoeira de lavar a alma  e espairecer a mente.

Depois, ao seguir um pouco mais do curso d´água já é o Pico do Urubu, um lugar de uma beleza impactante e ótimo para contemplar o belo horizonte a beira de um precipício mortal. Foi uma boa  pedida para um dia de forte calor, e também para reunir os amigos,colocar a conversa em dia e dar boas risadas.

Neste pedal, contamos  com presença de um companheiro de pedal das antigas e que está voltando para a ativa e também tivemos a participação  especial e não programada de um dos um grande ciclista de Garça, a conferir.

Rudi Arena

 

Cachoeira do Pico do Urubu por Baixo pela 1ª Vez

Este era um objeto de desejo já fazia um bom tempo, cogitado em algumas ocasiões andando de bike  nunca chegou ser levado a cabo, já que demandaria um tempo muito grande para percorrer quilômetros de rio até chegar em baixo da grande queda d´água, seria uma espécie de um outro rolê dentro do pedal, e além de ser extremamente cansativo.

Foi então que alguns pirambeiros de plantão resolveram chegar até lá e curtir um banho em baixo da desejada cachoeira do Pico do Urubu, já fartamente registrada por cima.  Porém, tomar um banho em baixo dela era um desafio pendente, que enfim, felizmente encerrou-se. A sacada para chegar até lá foi fazer um trekking, ou seja, esqueçam as bike, e bota  muita disposição para andar a pé por mais de 04 quilômetros no meio às pedras que existem pelo curso do ribeirão para finalmente chegar ao ponto tão almejado, e ao que tudo indica, a recompensa foi proporcional ao esforço despendido.  Este foi mais um lugar que o PIRAMBA MTB  teve a satisfação de chegar e registrar.